quinta-feira, 5 de maio de 2016

O preço elevado e fora de lógica das obras de Parauapebas



 TRABALHAI, A NOITE VEM!




O prefeito de Parauapebas faz intensa campanha  alardeando 260 obras em três anos. Há obras sim e a cidade esta mais bonita, é inegável. A questão é, a que preço.

São as obras mais caras e inoportunas da história do Pará. É um governo de obras e mais obras, todas fraudadas. Não há obra em que este grupo não levou uma boa parte dos recursos. É o desgoverno das obras, uma experta forma de fraudar e fraudar e continuar no poder, cumprindo acordos espúrios.

Esta inventado mais uma forma de ludibriar a população. Não se pode perder de vista que essas obras esconde na verdade esquemas de fraude. O fato  é que temos obras com enorme custo  social e humano.

A maioria dos empreiteiros estão complicados. A gastança esqueceu a sociedade e a cultura. Os hospitais estão  quase parados, não há realização no âmbito da sociedade que justifique a celeridade das tais obras. 

Lamentamos que esta visão distorcida de gestão possa levar o povo a votar novamente neste grupo. Estão vivos e em movimento. 

Seria um desastre e a celeridade do fim de Parauapebas

O momento reestruturante que vivemos dá conta que precisamos de renovação e uma nova visão de sociedade, justiça e gestão.

Valmir da integral nunca teve estas competências, ninguém no seu grupo ou no grupo da Bel, agora próximo ao poder, tem as competências necessárias a este momento importante e vital para nossa cidade.

Esperamos que alguém novo, de fora desse poder municipal avance sobre o eleitorado e ganhe a eleição, promovendo assim uma ampla renovação na gestão  e transparência em Parauapebas.

Valmir go home, é assim o refrão, é o que a sociedade, apesar das obras espertas e caras, quer gritar.