quinta-feira, 30 de junho de 2016

Sem comandante... nau a deriva



O PREFEITO E A REELEIÇÃO











VALMIR da Integral se parece isolado e em silencio. Sua equipe para não estar em campanha, apenas inaugurações absurdas que apenas demonstram quem é realmente este desgoverno: inauguram ainda obras de Darci Lermen, até aqui o grande candidato nessas eleições.

Na verdade as inaugurações de Valmir, na sua imensa maioria apenas lembram as massas quem começou tudo isso. De que equipes saíram todos esses projetos e renovações. É um grupo tao incompetente e incapaz que sequer inventou ou começou algo novo.

A cidade padece sob suas mãos e efeitos perversos. Inaugura hospitais e clinicas sem pessoal ou equipamento, apenas pelo frenesi de inaugurar, achando que de alguma forma via beneficiar seu governo e ajuntar uns voto.

Todos os estudos  sérios e analises apontam Valmir como um cavaleiro solitário, cuja vaidade vai levar seu grupo para o ostracismo. Mesmo com a poderosa máquina de Parauapebas em mãos, com um cheque de polpudos 1,085 bilhão.

É verdade que despontam alguns apoiadores, mas os mesmos, aqueles agraciados de uma forma ou de outra com o joguete de poder do gabinete, que parece concentrar toda a estratégia. Jogam fora nomes muito maiores que o de Valmir.

Não aguentamos mais, ainda que falte meros noventa dias, mas até 31 de dezembro são ainda cinco longos meses. Muita água passará sob a ponte. Lamentamos.

Mas que Parauapebas veja o exemplo de como é perigoso votar por votar. A liderança de Darci e a  proximidade de Marcelo Catalão são retratos de que estamos acordando.

O traiçoeiro PT que apoiou todas as falcatruas e crimes de Valmir, agora bandeia para os braços de Marcelo. É muito ruim para Marcelo, um apoio que traz mais riscos que esperança. Macula um grupo do bem. E com certeza é apenas uma fuga, ratos procurando novas acomodações.