sexta-feira, 18 de novembro de 2011

PROTESTOS PEBAS E VEREADORES

Ainda é cedo afirmar ou finalmente alguém mais esta despertando que trocar a confiança do eleitor por vintém, propinas e promessas não valem a pena e estão ensaiando uma mudança de lado? Será mesmo verdade que Faisal, Adelson, Francisângela e Massud estão realmente na oposição?
Porque, exceto pelo RUI VASSOURINHA não há oposição em Parauapebas. Todos ou estão sentados a mesa do jantar ou estão aguardando as sobras e porisso não podem ofender os comensais poderosos de passagem.
Interessante, é com alegria que revejo Faisal falar como antigamente. Pode ser o mesmo homem, o negociador mentiroso ou o cara que deu o maior golpe eleitoral a luz de todo o modernismo da constituição federal e lei eleitorais da época: emplacar sua dileta mulher, mãe de seus filhos e de sua extrema confiança a substituí-lo na chapa sucessória do amado Chico das Cortinas. Não deu outra. Um governo desgastado por espionagem, infiltrações, vai e vem e ignorância, implantados pelo próprio Faisal e Cia, destruiu o grande serviço feito pelo Chico.  Bel Mesquita, então sua companheira, ganhou as eleições municipais naquele ano usando o nome do seu marido Faisal Salmen. Muitos eleitores foram enganados, liam na chapa Faisal e o voto ia para Bel, numa disputa sem chances com a então popular Meire Vaz.
Seguinte, com o faturamento Parauapebas em mãos, BEL ajudou financeira e estrategicamente Faisal se eleger e ir para Belém, enquanto ela e seu grupo tinham interesses próprios e estes não batiam mais com Faisal. É historia e é recente. Assistimos oito anos de desmandos de BEL MESQUITA. Em breve vamos publicar a historia de seu governo, de suas ações e estratégicas para chegar onde está. Acreditamos que suas contas e ações ainda podem ser revistas e analisadas. Há muito a discutir ainda sobre Bel Mesquita e seu grupo.
Pois bem, voltando ao quarteto fantástico da câmara que tiveram a coragem e ousadia de sair do plenário e engrossar, falar numa manifestação popular, engendrada por nosso conhecido agitador de carteirinha é demais nesta cidade que não acontece nada. E vejam como tudo parece ensaiado. Pneus, fogo, discursos contra obras inacabadas e os heróis saem e falam contra o paladino municipal e seus asseclas. Parece enredo.  A estratégia da oposição de unir PDT, PSDB e todos os insatisfeitos começaram a rodar. A menos que Faisal esteja finalmente fazendo seu jogo próprio e isto será muito interessante para Parauapebas. Porque Faisal sabe o que quer e conhece a cidade. Ele calado humilha seus eleitores e faz a democracia ser menor. Neste momento em que se preparam para comercializar seus lotes onde é sua chácara parece ser difícil, mas política exige sacrifícios pessoais.
Adelson, uma jovem esperança se queimou durantes anos, com a faca e o queijo em mãos. Descobrimos sua covardia quando pôde se impor, se tornar um líder com grandes possibilidades de governar esta cidade preferiu os acordos nojentos  e apoiar Evaldo da Opção ou Valmir da Integral. Opções erradas e cegas, porque estes dois não tem nada a oferecer são secos e vazios. Se for realmente oposição deve ter ponderado que não terá mais chance se manter este silencio incoerente, esta quase invisibilidade.
 Francisângela realmente não merece nossa confiança. É astuta e fria, por quase oito anos ignorou o que outras mães e mulheres, seus pares, estavam sofrendo nesta cidade. Não conhecemos nenhuma ação digna de sua formação ou postura social que justifique todo o seu mandato. Portanto, se decidiu mudar, ainda é tempo, talvez esteja em busca da honra. Todo sabe que proposições orçamentárias não resolvem. Se mesmo ela sabe que o valor das entradas não viraram obras, porque então não encabeça um movimento de impeachment contra Darci? Os buracos estão por toda parte, é visível nas contas e nas ruas, por toda a estrutura da cidade.



Massud é o camaleão, esta em todos os lados. Sua natural estratégia de poder é não ofender ninguém, exceto os que consideram muito fracos e não podem abatê-lo. Manou o quanto pode na tetas oficiais, se elegeu e reelegeu agarrado a estrutura municipal (esportes) e se mantém firme a esta convicção. Sua campanha para deputado federal, uma loucura e bobagem, não sabemos de onde, com a parca estrutura montada, ele pensou em eleição. Se fosse nosso cliente a estratégia seria oposta. É costumaz negociador de salão e sabe até onde ir. É o mais frio de todos e não se pode confiar. Mas é espetacular este arranjo que fortifica a primeira oposição seria ao paladino desde os tempos de Chico das Cortinas. É de se parabenizar e gostaria de ter ouvido suas palavras.



Mas não podemos perder de vista que estes mesmos vereadores fizeram a CPI DA AGUA e não deu em nada e a pantominia da CPI DOS CONTRATOS, que acabou em indigesta pizza. Estes vereadores nem conversaram sobre nossa proposta de auditoria dos contratos e contas para consubstanciar sua decisão. Ignoraram mesmo nós com documentos em mãos. Portanto, estarão mesmo em direção a oposição estes nobres senhores ou é mais uma jogada política em vista as próximas eleições, já se instalando o salve-se quem puder?  De bolsos cheios e estabilizados, todos estão.
Não consigo parar de perguntar: cadê Odilon? 

Qual foi sua negociata que o faz ficar tão calado e convicto que seus antigos eleitores não estão de olho nele?
Interessante que são justamente os vereadores mais interessantes, do ponto de vista de suas vidas pessoais e social que se rebelaram. São pessoas que se tivessem orientação não teriam assinado o pacto do diabo, que fizeram com o poder e o establishment. Traíram suas bases, mas ainda há tempo. Tempo para esta ultima tentativa de desalojar a camarilha do PT do palácio municipal. 
Darci não tem mais tempo, as chuvas chegaram às obras não saíram e o próximo ano é eleitoral. Não haverá entrega de obras, de casas populares tanto municipais quanto do famigerado minha casa minha vida. Basta esta oposição nos contratar para montar o repertorio de impedimentos em ações legais e consistentes. Queremos auditar cada obra, tanto jurídica quanto contabilmente. Vamos votar com apoio popular uma ação de improbidade administrativa e retardar a maquina de gastos pré-eleitoral do PT. Se for oposição de verdade, farão isto.